Primeira fase do vestibular da UECE, em Geografia, seis questões. Uma abordagem mais direta, com uma carga muito maior de conhecimento do que o ENEM. Diria que as questões propostas pela CEV vão “direto ao ponto”, ou seja, a contextualização e a interdisciplinaridade tendem a ser menores.

Assuntos abordados: ciência geográfica; conceitos geográficos; urbanização; meio ambiente; hidrografia e climatologia.

Na esfera epistemológica do conhecimento geográfico, uma questão de simples abordagem, referente à corrente teorética da Geografia, também chamada Nova Geografia, concepção essa, fundamentada no século XX e com forte abordagem quantitativa. Uma corrente de pensamento que foi fomentada nos Estados Unidos e Europa, no contexto da Guerra Fria. Além disso, foi e é fortemente utilizada como embasamento pró-governamental.

O aluno Vem Passar, sabe que dentro do saber geográfico, existem alguns conceitos-chave para o melhor entendimento desta disciplina. Conceitos como lugar, espaço, paisagem e território. O conceito de lugar se remete a uma afetividade entre o “lugar” e o locutor/narrador/personagem. Aquilo que se refere a um conhecimento pessoal da área, a um sentimento de origem e afetividade, refere-se a lugar.  Portanto, na questão de número 32 o gabarito seria o item “B”.

O tema urbanização, que foi cobrado no ENEM/2014, aparece agora no vestibular da UECE 2015.1, desta vez, abordando dois conceitos importantíssimos da análise urbana: a conurbação (que foi nitidamente abordada no ENEM/2014) e a rede urbana.  São dois conceitos importantes, porém, bem simples, que, com certeza, foram marcados corretamente pelos nossos fantásticos alunos.

Na esfera ambiental, a CEV mais uma vez valorizou pesquisadores “ueceanos”. Desta vez, um texto do Professor Doutor em Geografia Física, Marcos Nogueira, um dos maiores nomes da Geografia Ambiental do Estado do Ceará, que, inclusive, tive a honra de ser aluno nos tempos de graduação, abriu a questão de número 34. Questão esta, excelentemente construída, cujo item “D”, seria o único a apresentar exclusivamente elementos de conservação da natureza.

Como era de se esperar, uma questão sobre hidrografia. Mais precisamente, morfologia fluvial. Talvez, a questão mais complicada da prova, por exigir do aluno, o conhecimento de alguns conceitos geológicos, geomorfológicos e hidrológicos em conjunto. O conceito de erosão (desgaste dos solos e relevos), litologia cristalina (ou embasamento cristalino, se preferir) e processos aluviais (relacionados à erosão fluvial) são os principais abordados na questão, que tem como item correto o item “A” de #aquitemsentimento, hastag característica do Professor Olavo Garantizado.

Por último, uma questão de climatologia, tratando muito mais de fatores e atributos climáticos. No item I, a relação entre temperatura e fatores climáticos. Sabemos que temperatura e latitude tendem a ser inversamente proporcionais, porém, os outros fatores climáticos também atuam, modificando e alterando essa lógica. Portanto, item correto. No II, temos que as grandes mudanças na paisagem são resultado dos grandes controles climáticos, mais constantes e profundos, também correto e bem construído. No item III, um equívoco sobre a localização do clima equatorial úmido.  Marque o item “C” como o correto.

Pode vir segunda fase! Estamos preparados!